Efeitos da Suplementação de Leucina Associada ao Treinamento Resistido Sobre a Força Muscular em Sujeitos Jovens

Alan Pablo Grala, Marcos Antonio Rolim Teixeira, Tatiana Cipriano Nishitani, André Fusco Melozi, Jeferson Lucas Jacinto, Andreo Fernando Aguiar

Resumo


A proposta do presente estudo foi avaliar os efeitos da suplementação de leucina associada ao treinamento resistido (TR) de alta intensidade sobre a força muscular em sujeitos jovens não treinados. Para tanto, 24 indivíduos jovens não treinados, de ambos os sexos, foram divididos em dois grupos (N = 12/grupo): Leucina (4g de leucina + 8g dextrose) e Placebo (12g dextrose). Ambos os grupos foram submetidos a um programa de TR de alta intensidade (3 séries de 12 repetições máximas; 2x/semana) com duração de 6 semanas, e consumiram seus respectivos suplementos imediatamente após cada sessão de treino. As sessões de treino consistiram na realização dos exercícios de leg press e cadeira extensora, a fim de maximizar o recrutamento do músculo quadríceps. Ambos os grupos foram submetidos ao teste de uma repetição máxima (1RM) nos exercícios de leg press e cadeira extensora, nos momentos pré e pós-treinamento. Ao término do treinamento, houve um significante (P < 0,05) aumento do 1RM em ambos os exercícios, mas nenhuma diferença foi observada entre os grupos. Além disso, a progressão da carga de treino foi similar (P > 0,05) entre os grupos, após 4 e 6 semanas de treinamento. Estes resultados indicam que a suplementação de uma baixa dose semanal de leucina (4g/dia; 2x/semana) associada ao TR em curto prazo não promove efeitos adicionais sobre a força muscular em indivíduos jovens não treinados.

Palavras-chave: Músculo Esquelético. Suplementação Alimentar. Leucina.

Abstract

The purpose of the study herein was to examine the leucine supplementation effects associated with high-intensity resistance training (RT) on muscle strength in young untrained subjects. Twenty-four young untrained subjects fromboth sexes were divided into two groups (N = 12/ group): Leucine (4g leucine + 8g dextrose) and Placebo (12g dextrose). Both groups underwent a 6-wk high-intensity RT program (3 sets of 12 maximal repetitions; 2x/week), and consumed their respective supplements immediately after each training session. The training sessions consisted of performing leg press and knee extension exercises, in order to maximize the recruitment of the quadriceps muscle. Both groups performed the one-repetition maximum (1RM) test in the leg press and extensor chair exercises at pre- and post-training. After RT program, there was a significant (P < 0.05) increased 1RM in both exercises, but no difference was observed between the groups. In addition, the training load progression was similar (P > 0.05) between the groups after 4 and 6 weeks of training. These results indicate that low dose supplementation of leucine (4g/day; 2x/week) associated with a short-term RT program does not promote additional effects on muscle strength in untrained young subjects.

Keywords: Skeletal Muscle. Supplementary Feeding. Leucine.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8938.2017v19n2p63-67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Journal of Health Sciences